Powered by Rock Convert

Cada mulher é única, mas existem alguns probleminhas estéticos comuns que insistem em tirar nossa tranquilidade. Quer um exemplo? A celulite.

Não há nada mais incômodo que ficar preocupada com os furinhos aparentes, não é mesmo? Porém, você já procurou algum tratamento para resolver o problema?

Acontece que existem diferentes graus de celulite, e cada um exige cuidados especiais. Quer aprender a identificar essas fases e a prevenir o aparecimento dos furinhos? É só continuar a leitura deste post!

O que é grau de celulite?

Muitas mulheres procuram alguma alternativa para eliminar ou reduzir a celulite, sem sucesso. Uma das causas é o uso de um tratamento inadequado para o tipo de celulite em questão. 

Por isso, antes de escolher as melhores técnicas para resolver o problema, é necessário identificar em qual grau se encontra a sua celulite. Eles variam de acordo com a intensidade e são classificados em 4 estágios que você conhecerá a seguir.

Quais são os graus de celulite?

É normal que uma mulher apresente diferentes graus de celulite. Com a classificação abaixo, você conseguirá identificar em quais estágios se encontram suas ondulações.

Grau 1 – Tipo leve

Nesse estágio, a celulite se encontra na camada mais interna e só é vista quando você aperta sua pele com força.

É nessa etapa que a ação inflamatória se inicia, e as toxinas e a gordura começam a se acumular na pele. Por isso, quando você trata a celulite nesse estágio, as chances de melhora são de 100%.

Grau 2 – Tipo visível

É aqui que a pele adquire aquele aspecto conhecido como “casca de laranja”. A celulite é visível sem a necessidade de apertar o local, a pele fica um pouco amarelada por causa da retenção de líquido e surgem, também, pequenos vasinhos arroxeados. 

O estágio 2 também apresenta uma excelente possibilidade de melhora, chegando a 85%.

Grau 3 – Tipo intenso

Nessa fase, além do aspecto de casca de laranja presente no estágio 2, é possível notar a formação de nódulos e áreas em relevo na pele.

No grau 3, a circulação sanguínea não funciona corretamente, o que acaba ocasionando cansaço e dor nas pernas e coxas. A região também sofre com a flacidez, o surgimento de microvarizes e a falta de hidratação.

A boa notícia é que, mesmo nesse estágio, é possível reduzir a aparência da celulite.

Grau 4 – Tipo grave

O quadro é bastante parecido com o grau 3. A diferença é que os nódulos e relevos são mais palpáveis, tornando a celulite visível, até mesmo, sob as roupas.

Como há uma maior compressão dos nervos e a circulação está ainda mais comprometida, a pele fica mais endurecida e dolorida, agravando o aspecto da celulite.

Também existe tratamento para esse grau de celulite, com expectativa de melhora em longo prazo.

Como tratar cada um dos graus de celulite?

Depois de identificar os graus, é hora de descobrir o melhor tipo de tratamento para cada fase. 

No grau 1, os resultados para eliminar a celulite podem ser alcançados com hábitos saudáveis, um plano alimentar e ingestão de água. Além disso, são recomendados programas de massagem para melhorar a circulação sanguínea e a eliminação de toxinas.

Como o estágio 2 é caracterizado por um maior acúmulo de líquido nas regiões em que há celulite, a drenagem linfática é um dos tratamentos mais eficazes.

Já nos graus 3 e 4, além do problema da celulite, há também a ocorrência de flacidez. Então, aqui, o ideal é optar por tratamentos que possam resolver os dois problemas, como o Power Shape S/A e a Carbox S/A.

Você conheceu os graus de celulite, aprendeu a reconhecer as características de cada estágio e como tratá-los. Embora todas as técnicas acima ajudem a melhorar os aspectos da celulite em todos os graus, é importante lembrar-se de que prevenir é sempre a alternativa mais adequada. Por isso, as recomendações apresentadas no grau 1, quando associadas a tratamentos estéticos, garantem ótimos resultados para a sua pele.

Agora que você já consegue identificar o grau de celulite da sua pele, agende sua Modelagem S/A Pernas e Glúteo. O programa é perfeito para reduzir a celulite e a gordura localizada, além de construir a simetria corpórea.

Share This

Share This

Share this post with your friends!