reeducação alimentar
Reeducação alimentar: mito ou verdade?
7 de março de 2019
gordura localizada
Em quais regiões do corpo mais se acumulam gorduras localizadas?
16 de abril de 2019

Como a baixa autoestima pode influenciar a sua vida?

baixa autoestima
Powered by Rock Convert

Muita gente deixa de acreditar no próprio valor por conta do fim de um relacionamento, por problemas no trabalho ou por estar acima do peso. São pessoas com baixa autoestima que se tornam inseguras, desanimadas e bastante fragilizadas emocionalmente.

Isso porque a autoestima reflete o que acreditamos ser. Então, quando ela é abalada, toda a nossa vida pode virar de cabeça para baixo. O problema afeta nossos relacionamentos, trabalho, estudo, família e também a saúde. Assim, é um assunto que não pode ser menosprezado ou tratado apenas como uma fraqueza do indivíduo.

Quer entender melhor como a baixa autoestima pode impactar vários aspectos da sua vida? Confira o post que preparei para você!

Relacionamentos

Os relacionamentos são os primeiros afetados nessas circunstâncias. A pessoa não se acha boa o bastante, por exemplo, para arrumar alguém e, assim, se anula. Essa falta de confiança e aceitação faz com que ela não procure um parceiro ou, pior, comece a se relacionar com alguém que também não a valoriza, por medo de ficar sozinha.

Para quem já está em um relacionamento, a baixa autoestima pode trazer insegurança e até exacerbar o ciúme. Isso porque a pessoa acredita que o outro vai se interessar por alguém mais atraente ou inteligente, por exemplo. Aos poucos, essas questões vão prejudicando a vida a dois e toda a relação em família.

Trabalho e estudo

O problema da baixa autoestima quando falamos em estudos e carreira é que a pessoa não confia no seu potencial. Dessa maneira, não corre atrás dos seus sonhos, como entrar na faculdade ou concorrer a uma vaga de emprego para um cargo mais alto, pois não se sente qualificada o suficiente.

Para quem já trabalha, a situação pode trazer falta de ânimo, dificuldade em receber críticas ou ainda se refletir em um medo absurdo de cometer qualquer falha que leve a julgamentos de terceiros. O relacionamento com os colegas também pode se tornar mais distante.

Por tudo isso, o profissional pode ficar estagnado na carreira e até se autossabotar. Ou seja, ele deixa de aceitar tarefas mais desafiantes por acreditar que não é capaz de realizá-las.

Saúde

Além de trazer tantas perdas para a vida pessoal e profissional, a baixa autoestima atinge em cheio a saúde. A pessoa fica insegura, ansiosa e se compara constantemente com o outro. Não é raro que o quadro evolua para síndrome do pânico e depressão.

Sem contar que a insatisfação com o corpo, por exemplo, pode fazê-la parar de se cuidar ou de se arrumar porque não gosta do que vê no espelho. Ela deixa de praticar atividades físicas, de ter uma alimentação saudável, de sair com os amigos e até de comprar uma roupa nova. Com esse comportamento, o problema tende a piorar ainda mais.

É preciso prestar atenção aos sinais de baixa autoestima. Você deve ter em mente que é capaz de conquistar o mundo. Se fantasmas como insegurança e dificuldade de aceitação assombrarem você, não tenha vergonha e procure apoio especializado, como a psicoterapia.

Quer acompanhar outros posts voltados para o bem-estar e a qualidade de vida? Então assine a nossa newsletter e receba temas atualizados em seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agendar avaliação